terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Memórias

Memórias

Uma lágrima com as tuas digitais na face da minha Saudade! Memórias! Reconstruindo nossa história, em fragmentos dispersa, vou remendando o meu sonho... Ora cabisbaixo, nessa sombra silente onde se fechou!
Abro as dobras do tempo moldando nossas pegadas sobre o papel, já pincelado pela emoção incontida gotejando-me dos olhos, indo morar sobre um verso inacabado... Fissurando o coração, arranhando as palavras do peito do Poema que, pintado de fresco, ainda secava suas últimas interrogações deixando no ar a necessidade de uma derradeira exclamação!
Porém, o sonho não permite cadeias! De rompante, quebra o ocaso prometido e, entre aspas, “abre o sol” trazendo teu riso solto para estes versos libertos onde nossas almas brincam entre linhas e sem reticências.
Não! Não posso cultivar poentes quando minha aurora se faz nas tuas cores, tão intensas, jorrando pedaços de céu sobre este mar que tem o teu nome e conduz o meu barco para nossa enseada, onde nada pode macular o azul do nosso tempo... Sem musgos no pensamento, nem palavras ressequidas que o mundo tenta escrever em nossas vidas.
Vou! Vou sim! Nessa transfusão de alma continuar plantando gestos, pois no meu coração não existem perguntas sem respostas e não preciso de promessas! Basta-me somente essa certeza que corre por minhas veias, sangue da minha Poesia, que pulsa e alimenta minha...
.................................................................... Existência!

By Iza
09/12/2008

6 comentários:

Anônimo disse...

~~Poetisa Mor*
Quando falamos a mesma língua, a linguagem do amor, tão fácil se torna o entendimento...lacunas decifradas no clarão e brilho do Sol*!

Existem lágrimas solidificadas?
Sim!Tornaram-se Verbos, Sujeitos e Predicados!

Sorva-as ... Banhe-se nelas.
São suas!
Pra Ti e...
Por Ti!

mjtauil@gmail.com disse...

Amiga! Não lembro de ter lido um texto em prosa tão poético! Com rima ou sem rima, versos enfileiradinhos ou não...tu és DEMAIS!!!!!!!!!!!!!!!

Gerard disse...

Lindo.
Muito bom mesmo!

POK disse...

Seus livros são lindos
É assustador ver tanta poesia e sentimento saindo, se expondo em forma de letras, vindo de uma só pessoa.

Parabéns!

Alucard disse...

Ótimo

Alucard disse...

muito bom