quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Asas de Serenatas

Asas de Serenatas

Quisera! Nas terras das minhas manhãs, teus
Gestos... Covas profundas do meu sentimento
Sementes do teu altar! Abrir meu coração ao
Mundo... Sem cadeias, máscaras ou pigmentos!

E corre! Corre o tempo nas curvas dos anos
Calendários vencidos cicatrizando esperas
Teu sol, meu ser, permanece... Neste peito
Sustido na fé, a essência não degenera!

Só sei meus olhos no teu espelho enraizados
Luz que me celebra estrelas, teus vastos
Nos meus creios cultuados! Não importa...

A contramão da vida! Quão sublime o
Horizonte se do telhado da montanha
Luar em cascatas! E os degraus do sonho...

Um a um, necessitam passos de plumas, asas de
........................................... Serenatas!

By Iza
04/08/2009


Direitos Autorais Reservados

4 comentários:

Judite (Dite) disse...

Olá Iza!
Que essas asas de serenatas te levem ao mais belo lugar e lá te deixe ficar.
Bela mensagem!
Beijo,
Judite

Flavih Jones disse...

Primeira vez q venho aqui.
Mto legal seus poemas.

Adorei.
Beijo

Beth Cerquinho disse...

Iza, minha amiga poetisa assim como minhas cores te alegram,teus poemas alimentam aquilo que há de melhor em mim...a sensibilidade.
Bjka e um mega final de semana.

Angela Guedes disse...

Oi Iza!!!
Passei para te desejar uma ótima semana e deixar um beijinho!
Ângela