quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A Alma de Cada Dia

A Alma de Cada Dia

Que eu passe neste mundo como um vulto
Pétala sob a terra consumida... Árvore
Ignorada, cuja sombra silenciosa
Abrace e minimize o cansaço d'outras vidas!

Tantas auroras quebradas no fio da indiferença
Procissões de nascentes pela pátria abandonadas
Esquinas desesperadas, escadarias de aflições! Tantas
Oratórias sem alma... De solidariedade disfarçadas!

Revoltos sonhos, surdos gritos, magros destinos
Tremem ruínas sem nomes... Enquanto "maestros"
Da história cultivam absurdos, mascaram desafinos!

Invisíveis Josés e Marias! Sobrenome: fome
Incomodam a viagem, não constam no roteiro das
Paisagens... Descendentes do egoísmo do homem!

E quantos
olhos reclamam a alma de cada dia! Que
Eu passe como um vulto, de Amor! Indistinto e
.......................................... Absoluto!

By Iza
25/08/2009


Direitos Autorais Reservados

8 comentários:

CIBELE CAMARGO disse...

OLÁ, QUERIDA !
TEM SELO PRA VC LÁ NO MEU BLOG
"VALE A PENA FICAR DE OLHO NESSE
BLOG" ...É TODO SEU

BEIJÃO

SAULO PRADO disse...

Seu texto é uma lição...

Parabéns...

Beijo e paz...

REGGINA MOON disse...

Querida Iza,

A Alma de Cada Dia!!Que Poema divino que nos entrega!Vir aqui é sempre um momento muito importante para mim, ler-te faz muito bem a Alma!

Um grande beijo!!

Ótimo final de semana...

Com carinho,

Reggina Moon

Lucia disse...

Querida Iza!

Eu te peço desculpas por não responder com mais frequência aos teus recados e agradeço pelas palavras carinhosas de sempre.
Eu tenho que te confessar que não ando nada bem; as minhas crises de depressão retornaram e estou lutando para resolver-me sozinha e não ter que voltar aos remédios.Não sei se conseguirei...

Adorável final de semana para ti.

Bjs

Angela Guedes disse...

Oi Iza!!!
"Abrace e minimize o cansaço d'outras vidas!" LINDa E ABSOLUTA, suas palavras.
Beijinhos
Ângela

Lu Cavichioli disse...

OI amada Iza cadê o selinho? rsrsrs não consegui vizualizar.

super beijo

Maria L. Bózoli disse...

Que eu passe neste mundo como um vulto
Pétala sob a terra consumida... Árvore
Ignorada, cuja sombra silenciosa
Abrace e minimize o cansaço d'outras vidas!


Ke poema mais lindo amiga!!
Amo visitar seu cantinho e aki só encontro coisa belas.

Beijos e Paz sempre!

NexCool disse...

olá

sou novo por aki
gostei muito de seu texto
muito belo

até
beijos