quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Feroz Pantera

Feroz Pantera

Quimera das minhas noites frias
Alma na mão e coração suspenso
Queimando preces e incensos
No altar da minha fantasia!

Quem dera chegasses nessa hora
Negra e coberta de heras! Nas garras
Afiadas da solidão, feroz pantera
Aos pés do sonho a saudade chora!

Beijos no convés dos pensamentos
Estrelas apresadas no céu da tua boca
Dizendo dessa sede lassa, louca
Salva de lembranças, dilúvio de tormentos!

Vazante ao teu mar aceno
Nubívaga! Incauta insensatez
Me largo em lânguida nudez
Vestindo teu corpo moreno!

Quimera das minhas noites frias
Alma na mão e coração suspenso!

By Iza
15/01/2009

2 comentários:

Beatriz Prestes disse...

Poesia elaborada de forma absoluta!!!
Teu coração, tua alma, falam por tantos..............
Beijos Iza querida!
Bea

jacker disse...

chloe bags
chloe handbag
chloe handbags
chloe paddington bags
chloe paddington bag