segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Trincheiras do Silêncio

Trincheiras do Silêncio

Será que sei!? Ando enclaustrada Poesia
Vê estas ataduras nos meus versos!?
As farpas dos nossos medos os feriram
Nas trincheiras do silêncio dispersos!

Nada sei... Ponte ou abismo!? Sigo ou paro!?
Será este sonho em sombras desfeito, pelas
Lágrimas consumido!? Dizer o quê!? Se a tua
Mudez estrangula-me as palavras no peito!

Me abraçam a alma... Violadas de lembranças
Teu luar, na madrugada, extasiando meu céu
Ofego da minha saudade no fascínio da tua dança!

Se do sol precisasse, tu o erguerias... E a
Lua calasse, teus olhos a recitariam! Estrelas!?
Éramos nós, em plena tarde! Princípio e...

Meio! Jamais o fim, que anda nos assombrando
....................................... Sem piedade!

By Iza
19/09/2009


Direitos Autorais Reservados

10 comentários:

Maria L. Bózoli disse...

Iza , amo seus textos.
E amo passar por aki.

Boa Noite....M@ria

NexCool disse...

Seus textos são maravilhosos

sempre me passam coisas boas...

teh mais
beijos

Beatriz Prestes disse...

Iza querida

Tua poesia vem sempre emoldurada por uma nova emoção quando te leio!
Demais lindo minha amiga!
Beijo com amor
Bea

Regilene disse...

Passo por aqui
Deixo a saudade entre nós
Cultivando esta amizade
Mesmo que sem presença física
Acolhe-nos em almas afins...

A poesia intrínseca nos alimenta
E versos absorvem inspirações
Que trocamos em mútua partilha!

Contigo viajo mundos da alma
Lugares cheios de beleza e magia
Cuja sensibilidade extravasa dos poros
Podemos sentir na pele
Todos os sentidos que coabita em nós

Pairamos entre o tempo e o presente
Criamos o ontem e o futuro
Enxergamos a poesia onde ela nunca esteve
Somos bem mais frágeis que a ode
Por ser ela a força que nos move!

Meu abraço e meu carinho,

Regilene

Lu Cavichioli disse...

Querida Iza, perdoe minha ausência. Correrias da vida.
Mas cá estou para te ler e me alegrar com tua poesia leve e perfumada.

Iza, vc não pode perder a maratona poérica de primavera que está rolando em meu blog literário. Ainda dá tempo de mandar sua inscrição com seu poema.
O regulamento está no blog e o e-mail pra inscrição tb.

acesse
http://emporiodocafe.blogspot.com
VEM!

meu beijo de carinho

REGGINA MOON disse...

Iza,

Simplesmente lindo!!

Adoro a sua forma de escrever, me leva a ler seus poemas de uma vez só, e depois voltar para reler...são contagiantes de tanta sensibilidade!

Grande beijo,

Reggina Moon

José Heber de Souza Aguiar disse...

Bom, muito lindo o poema.
Parabéns!
JH.
www.joseheber.blogspot.com

Sandra Ribeiro disse...

Eu comparo seu blog com uma dia de sol, aqui encontramos a luz e renovamos as energias, gosto demais daqui!

Denise disse...

De tanta saudades que estava de ti,que assim q voltei vim lhe ver.
..........................
Comentando o comentário
Tem meu carinho e minha gratidão pelas palavras lá no blog ,enquanto a tempestada passava em mim.

De

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

IzAmada...

não encontraria jamais as palavras necessárias para expressar toda a beleza e o meu encantamento "dentro dessa tua trincheira do silêncio", que na verdade "grita" alto tanto sentimento, onde me encontro e do qual me vejo partícipe.
Fenomenal, ManAmada, como somente Tu és capaz de poetar. Te Amo, Amiga! Bjs de Luz.