quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Pétalas Abandonadas

Pétalas Abandonadas

Vejam! Reparem bem! Não é ali uma faminta flor!?
Ali! Naquele cantinho, toda encolhidinha, olhos
Presos ao chão! Espelho do desabrigo, filha do
Egoísmo... Ferida inda no seio, da vida em brotação!

Pétalas abandonadas entre os escombros da vida
E a pressa cotidiana, passa afobada... Não vê
Faces do abandono, olhos do desespero
Mágoas do amanhã n´um peito que já não crê!

A cada olhar negado, fica a semente! E as tantas
Fechadas mãos, assinam a conivência... Não sei! Não
Sabes! Não fui! Porém, quem cala consente! O...

Pólen das feridas, aos poucos, se desprende... Pelos
Becos esquecidas, rebentam indignação! Violetas!?
Violência! As pétalas de então! Vejam! Reparem...

Bem! Um revolto espinho!? Ali! Ali! A mão que
.............................................. Omiti!


*****

As regras, vezes... Apunhalam as exceções!!!


*****

By Iza
05/10/2009


Direitos Autorais Reservados

10 comentários:

Malu disse...

Iza, suas poesias simplesmente me encantam.De onde sai toda essa inspiração minha amiga? Parabéns.

É uma emoção passar por aki......

Agradeço sua visita...Beijos na alma

M@ria

Mariana disse...

Lindo!
Sem palavras há há emoções.
beijos e um grande abraço.

Lucia disse...

Querida Iza,

Como me faz bem tuas visitas e tuas palvras amorosas...
Amiga, nos encaminhamos para mais um final de semana. Desejo que ele te traga momentos de muita paz e alegrias.

Bjos de quem muito te admira!

Beth Cerquinho disse...

Sempre é bom ter vc comigo,fazendo me sentir um tiquinho de retalho do seu amor e sua amizade.
Bjka minha querida! Parabéns pelas poesias ...tocam a alma.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Bastante lamentável, mas infelizmente é a realidade que vemos no nosso dia a dia. O pior de tudo é que, quando têm algum casebre e chegam de mãos abanando, sem nada, em função da pressa cotidiana e do olhar negado, são castigados pelos pais ou mandantes. Com a palavra, as autoridades competentes.

Belo poema, porém um pouco triste.

Beijos,

Furtado.

SIMONE MARIANO disse...

Olá!Iza!
DEPOIS DE FICAR MARAVILHADA EM VISITAR SEU CANTINHO RETALHADO DE AMOR,TORNO-ME DESDE SEMPRE SUA ADMIRADORA E FÃ!

"PETALAS ABANDONADAS" PROFUNDO E REAL".

JUNTAREI TODOS OS RETALHOS DE AMOR E COM PRAZER TECEREI UMA COLCHA,AGASALHAREI MINHA ALMA.SENDO ASSIM ADMIRAR E SENTIR.

BEIJINHOS....SIMONE MARIANO.

CIBELE CAMARGO disse...

Boa Tarde,querida!
Desculpe minha ausencia.Minha mãe tem alzhaimer,está internada e sou filha única.Espero que compreenda estou passando pelo pior momento da minha vida.
Beijos,
Cibele

lua prateada disse...

Quão lindo é vir "aos teus retalhos..."
É triste tão triste meu Deus ver esta veradade a qual a pressa é tão grande que ninguem pára nem repara...é TRISTE...TÃO TRISTE...pois tudo se vai todos vão da mesma forma seja rico ou pobre seja aquele que passa e não.
Linda sensibilidade amiga, a qual todos deveriam ter.
Bjito com...SOL

Graça Pereira disse...

Há quem passe e não veja essas flores caídas... tu apanhaste todas e fizeste um lindo ramo de poesia. Bem hajas!
Um beijo-
Graça

António Manuel disse...

Iza:

Amiga:

Sabe a Pôesia para mim è um alimento sem ela a vida seria muito màis dificil:

Em todos os momentos bons menos bom ela me dà vida e me fortalesse a alma!

Serèi eternamente grato por me alimentar a alma com tão belos textos

Com carinho abraço meu

Antònio Manuel