sexta-feira, 1 de maio de 2009

Teus Olhos

Teus Olhos

Teus olhos me aprenderam as nuances
Das minhas cores fizeram cartilha
Entre a bruma e o sol, o alvo e o negro... Me
Pintam sem parcimônias, janelas e escotilhas!

Me sabem os travessões, dois pontos,
Vírgulas, parênteses... Alforriando pudores
Diapasões de ternura desvelados em céus
Desvario querido no peito em tambores!

Da seiva, a essência... Alma do sentimento
Em versos manifestos ao mundo propalados
Me colhem e traduzem as curvas do pensamento!

Esquinas se desfizeram nas mãos do teu coração
Ruindo reticências libertaste minha voz! Dos
Antigos rascunhos só cinzas, então... Meus olhos

Nos teus, gêmeos da felicidade, maravilhado
............................................... NÓS!

By Iza
30/04/2009


Direitos Autorais Reservados

Um comentário:

meumundoquadrado disse...

Meus olhos te enxergaram
Em seus escritos
Rimados pelo amor
Num tom quase pretensioso
Você mostrou; que para o amor
Não a pretensão
Só a necessidade, de dois olhos
Dispostos a se entregar a paixão...

Saulo Prado

Em seus retalhos encontro a paz que necessito...