sábado, 25 de abril de 2009

Fios D'água

Fios D'água

Dentro em mim correm lembranças, um rio
Águas do ontem, sede do hoje! Argênteos luares
Esculpiam o corpo da noite... Estrelas multidões
Aos carrosséis, brincavam em nossos olhares!

No tempo, o templo da minha infância
Cumulado de altares! Sonhos... Tantos
No barco das horas o remo do riso
Remanso feliz... Manancial de encantos!

Cachoeiras, cujo leito o tempo polia
Sobre as pedreiras da vida... Chibatas do
Vento suão curvando o lombo dos dias!

Fios d'água que me percorreram... Dedos de
Saudades anelados de flores! Dobrando janeiros
Na travessa das marés, vincos na face escreveram...

Os pés da idade conduzem, ao mar, poente
........................................ Certeiro!

By Iza
25/04/2009


Direitos Autorais Reservados

4 comentários:

Lourdes Braga Fracalossi disse...

Iza amiga linda! Estou aqui encantada com tudo que vi.
"Fios D'água" me emocionou.
Aliás, tudo aqui é pura emoção.
Fiquei demais feliz com tua visita no meu cantinho.
E aqui vou afundar o trilho,com certeza. rs
Beijo enorme

Whesley Fagliari dos Santos disse...

Querida Iza,

Existe um verso em seu fabuloso poema que, com certeza, resume muito bem este seu espaço, a sua poesia que brota linda e toda a sua alma:

"manancial de encantos"!

Simplesmente maravilhoso... Divino até!

Com carinho,
Seu amigo Whesley

Lia disse...

visita mi blog..
www.anaymia-lia.blogspot.com
gracias =)

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

AmadAmiga...

nesse mesmo rio e águas me banho...neles também torturo e endureço/amoleço coração e alma. E nestes teus versos únicos, me alimento da melhor emoção. Belíssimo, amada. Bjs